Testes
 
imgJov.jpg imgAdultos.jpg imgIdosos.jpg
 

mais.gif Peso

O peso foi medido através de balança electrónica, apresentando como valores extremos 0 e 200 kg, com a possibilidade de obter valores aproximados às 100 gramas. O peso foi registado com o participante descalço, com roupas leves, na posição antropométrica (com o indivíduo erecto de calcanhares juntos e afastamento de cerca de 30º nas suas porções distais, membros superiores lateralmente pendentes, mãos e dedos em extensão apoiadas nas coxas, na zona lateral, cabeça e olhos dirigidos para a frente) e no centro da plataforma de pesagem. O registo foi feito em quilogramas com valores decimais.

 

mais.gif Estatura

 

A estatura foi medida com Estadiómetro. As medições foram realizadas na posição antropométrica. Após a colocação do sujeito nesta posição, deslocou-se a barra plástica horizontal da craveira até se apoiar no vértex, registando-se o valor correspondente à estatura em centímetros. O registo de dados foi efectuado no final de uma inspiração profunda.

 

mais.gif Índice de Massa Corporal (IMC)

 

O IMC foi calculado através da fórmula: peso/estatura2, expresso em kg/m2. Foram utilizados os critérios definidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS).


 

Barra Separadora 03.jpg


 

APTIDÃO FÍSICA

 

Icon Jovens c palavra.jpg

 

Para avaliação da aptidão física dos jovens aplicaram-se 4 testes que abrangeram 4 atributos: flexibilidade (teste de senta e alcança), força superior (teste de flexões de braços), força abdominal (teste de curl abdominal) e aptidão cardiorrespiratória (teste de vaivém).

 

Todos os testes integram a bateria de testes do Fitnessgram, versão 8.0. A descrição dos testes aplicados e os respectivos protocolos de avaliação apresentam-se na Tabela 3. Para a classificação do nível de aptidão dos participantes (abaixo do valor normativo e dentro/acima do valor normativo) foram utilizados os critérios definidos pelo manual do FItnessgram.

 

Icon Adultos c palavra.jpg

 

Para a avaliação da aptidão física dos adultos aplicaram-se: o questionário de Jackson para estimação indirecta do VO2 máx com a finalidade de se avaliar a aptidão cardiorrespiratória; o Partial Curl-up Test, para a avaliação da força abdominal; o teste de prensa manual, para avaliação da força dos membros superiores; e o teste do senta e alcança modificado, para avaliação da flexibilidade.

 

 

Icon Idosos c palavra.jpg

 

Para a avaliação da autonomia física e funcional dos idosos aplicaram-se os testes da bateria de testes – Functional Fitness Test de Rikli e Jones (1999). Este conjunto de testes foi desenvolvido para avaliação dos principais parâmetros físicos associados à mobilidade funcional (força, resistência, flexibilidade, agilidade e equilíbrio) de idosos independentes. Esta bateria permite a avaliação de uma larga diversidade de idosos, desde os que se encontram na margem próxima da fragilidade até aos que apresentam uma boa aptidão física. A Functional Fitness Test é constituída por seis testes e um sétimo, alternativo.

 

Para a classificação do nível de aptidão dos participantes (abaixo do valor normativo e dentro/acima do valor normativo) foram utilizados os critérios definidos por Rikli e Jones, nomeadamente o percentil 25 de uma amostra de 7183 idosos com idades compreendidas entre os 60 e os 94 anos.

Instituto Português do Desporto e da Juventude, I.P.