Noticias - Ciclistas com problemas respiratórios devem ser cuidadosos
Exercícios aeróbicos trazem diversos benefícios para o corpo, e andar de bicicleta é uma actividade que pode fazer bem para a saúde física e emocional. Porém, pessoas que sofrem de doenças respiratórias devem tomar alguns cuidados antes de começarem a prática, mesmo esta sendo considerada benéfica para quem enfrenta essas condições.

De acordo com André Albuquerque, responsável pelo Laboratório de Função Pulmonar do Hospital Sírio Libanês e membro da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), durante o exercício na bicicleta o pulmão e os membros do corpo trabalham em conjunto, o que favorece a respiração.

«Quando uma pessoa pratica actividade física, o seu pulmão acaba por expandir-se durante o exercício devido à ventilação, o que é muito bom para respirar melhor. Além disso, os sistemas respiratório, cardiovascular e muscular periférico acabam por interagir melhor entre si, proporcionando uma melhoria directa na saúde do indivíduo», explica.

Mas em pessoas com doenças respiratórias, exercícios aeróbicos podem causar uma sobrecarga ventilatória. Por isso é essencial que esses pacientes conversem com um pneumologista antes de começarem a prática e mantenham a sua doença controlada. Apenas o médico pode ajudar a pessoa a desenvolver um plano de exercícios que não traga riscos. É importante também ter cuidado com o ambiente onde a prática desportiva será realizada, como locais ao ar livre onde a poluição pode complicar a condição.

«Tal sobrecarga reflecte-se num desconforto. A pessoa fica mais cansada e com falta de ar, mas acha que o motivo vem apenas do esforço que está a ser feito, o que pode não ser. Na verdade, a consequência do mal-estar é justamente a doença respiratória que não está sob controlo», afirma.

Após o início da actividade, o paciente deve ficar atento ao seu próprio corpo e procurar um médico caso apareçam sintomas ou a saúde piore.

Voltar
Instituto Português do Desporto e da Juventude, I.P.