Noticias - Importância da actividade física em crianças e adolescentes
Nas sociedades ocidentalizadas observa-se um aumento do excesso de peso e obesidade na infância e adolescência, aumento este que está muitas das vezes relacionado com a falta da prática de actividade física.

Nas sociedades ocidentalizadas observa-se um aumento do excesso de peso e obesidade na infância e adolescência, aumento este que está muitas das vezes relacionado com a falta da prática de actividade física. É estilo de vida moderno, no qual a maior parte do tempo livre é passado nos jogos de computador, a ver televisão, nas viagens de carro para todo o lado…. Hábitos estes que vão promovendo cada vez mais o sedentarismo. A obesidade infantil é já considerada uma das epidemias do Séc. XXI, e a actividade física contribui, em larga medida, para a sua prevenção. Por isso, quando se trata da saúde do deu filho, praticar exercício físico regularmente é tão importante como ter uma alimentação equilibrada. Uma grande preocupação da obesidade infantil, é que crianças obesas têm um maior risco de se tornarem adultos obesos, contribuindo para aumentar a prevalência de morbilidade e mortalidade na vida adulta. Assim, desde pequena a criança deve ser incentivada a uma vida mais activa. A actividade física na infância e adolescência tem muitos outros benefícios para além da manutenção do peso corporal. A sua prática proporciona músculos e ossos mais fortes, estimula a coordenação motora, ajuda a ter um melhor sono e ajuda na capacidade de lidar com problemas e com o stress. É também importante para o desenvolvimento intelectual, favorecendo um melhor desempenho escolar e também melhor convívio social; reforça a auto-estima e confiança promovendo o bem-estar psicológico. Diminui o risco do aparecimento de complicações patológicas na idade adulta, como por exemplo a hipertensão arterial e a diabetes tipo 2.

De uma maneira geral, as crianças precisam de 30 minutos diários de actividade física estruturada, moderada a vigorosa, pelo menos, três dias por semana e de 60 minutos, ou mais, de brincadeiras (actividade aeróbia), todos os dias.
Outro ponto importante, que não deve ser esquecido, é a adopção de uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes e hortaliças. Prefira o consumo de peixes e carnes brancas grelhadas ou preparadas com pouca gordura. Evite o consumo excessivo de doces, comidas pré-confeccionadas e os "fast-foods". E não se esqueça de promover o consumo de líquidos.Lembre-se que quanto mais tempo as crianças permanecem acima do seu limite de peso corporal considerado normal, provavelmente mais eles continuarão neste estado durante a vida adulta. Por isso promova hábitos de vida saudáveis, coma melhor, viva melhor e mexa-se pela sua saúde.
 
Voltar
Instituto Português do Desporto e da Juventude, I.P.